Por Que Temos Dificuldade em Aceitar as Diferenças nos Relacionamentos?

Por que temos dificuldades com as diferenças nos relacionamentos?
Por que há tanta dificuldade, na nossa sociedade, de aceitarmos as diferenças? Quanto mais nos identificamos com determinadas crenças, mais difícil acolher as diferenças.

Por que há tanta dificuldade, na nossa sociedade, de aceitarmos as diferenças e isso nos parecer ainda um sonho distante?

Imagine que se as pessoas aceitassem as diferenças que vêem no mundo externo, todos nós teríamos mais paz, como na linda canção “Imagine”, de John Lennon. Na letra da música, ele nos provoca, dizendo ser um sonhador, mas não o único, e nos convida a nos juntarmos a ele.

Será que você, “vira e mexe”, entra em conflito com o seu parceiro, ou com o seu filho, ou com um colega de trabalho, por ele ver e vivenciar as coisas de uma maneira diferente da sua?

Quanto mais estamos identificados com um jeito de ser e com determinadas crenças, mais difícil é acolhermos as diferenças.

O mapa astral nos revela todas as energias que nos correspondem. Como astróloga, a cada consulta que faço, se evidencia a tendência de nos apegarmos a um lado do nosso mapa astral e negarmos, inconscientemente, o outro. Essa é a grande questão!

Enquanto estamos polarizados internamente, não temos como atuar diferente externamente

O nosso signo solar simboliza somente uma parte da nossa natureza, temos a Lua em um outro signo, o Ascendente em outro, e muitas outras energias.  Todas estas nos correspondem. Podemos integrá-las, vivenciando uma e outra, mas, ao invés disso, acreditamos que “se eu sou assim, não sou assado” e, então, optamos entre uma ou outra.  Assim, vivemos à margem de nós mesmos e seguimos sustentando os nossos conflitos internos que, consequentemente, se manifestam através das nossas relações. 

Será que você está presa, há anos, a uma mesma imagem que criou de si ou criaram para você? É comum agirmos assim, mesmo que inconscientes.

Talvez, você própria esteja fechando a porta e se aprisionando dentro de um formato. Se dar conta disso já é o primeiro passo para começar a abrir essa porta, se permitir conhecer, acolher e expressar os diferentes jeitos de ser que existem dentro de você.

Quanto mais você se abre para a sua diversidade interna, mais você aceita a diversidade nos relacionamentos

O mapa astral é uma grande ferramenta para você iniciar essa abertura e, se quiser ir fundo em cada energia do seu mapa e compreender melhor também um dos seus relacionamentos, fica aqui o convite para fazer parte da próxima turma do Percurso.

Por Que Temos Dificuldade em Aceitar as Diferenças nos Relacionamentos?

Abaixo está um exemplo do início do processo de abertura de uma participante do Percurso:

Ela tem um mapa com a maioria dos planetas no elemento terra (signos de Touro, Virgem e Capricórnio) e um Ascendente em Peixes. Sempre foi muito dedicada e eficiente em tudo o que faz. Acordava pela manhã já na execução, fazendo uma coisa atrás da outra. O seu marido, que tem um mapa onde a maioria dos planetas está no signo de água, se dá mais momentos para relaxar e ter pausas entre os afazeres. Em muitas manhãs, ele acordava e pedia um beijo pra ela, que já estava engatando uma coisa na outra, olhava para ele e pensava, quando não dizia: que beijinho o que, está louco, não está vendo que tenho um monte de coisas para resolver agora?!

Nos encontros do Percurso, ela foi reconhecendo o quanto estava apegada ao seu lado terra, prático (objetividade), e rejeitava o seu Ascendente em Peixes, mais voltado para a sensibilidade e ouvir os seus próprios sentimentos (subjetividade). Esse jeito do marido, que ela muitas vezes criticava, era tudo o que estava precisando integrar em sua vida para o seu próprio bem estar. Então, uma das mudanças que começou a vivenciar no seu cotidiano, foi, pela manhã, dar uma paradinha entre os seus afazeres e dar um beijo carinhoso nele. A partir dessa nova percepção e fazendo esta pequena mudança no seu cotidiano, ela foi se permitindo muitas transformações internas e atraindo novas possibilidades externas.

"Seja você mesmo a mudança que quer ver no mundo."

Compartilhe este post:

Related Posts